quarta-feira, 27 de julho de 2016

Livros

(ultimamente não falo de outra coisa, mas ok)
Há quem escreva livros porque goste, e tanto podem ser bons ou maus, serem ou não serem publicados; há quem escreva livros porque goste, mas só porque é uma celebridade, o livro é publicado. Há também os novos escritores que tentam publicar um livro eventualmente bom, mas os editores, vendo que não se enquadra nos 'padrões' atuais da literatura, não os publicam; ou publicam porque sabem que a obra terá sucesso.
Eu até consigo perceber isso, afinal, as editoras são quem investe nos escritores, e querem ter sucesso e há sempre aquele risco, mas boa publicidade a um livro ajuda ao seu consumo.
Tomemos por exemplo um caso de sucesso: J.K. Rowling, a escritora da saga Harry Potter, antes do seu primeiro livro ser publicado, recebeu muitos nãos («É sabido»). Poderá haver - e há, de certeza - mais escritores assim e haverão sempre.

(chegando ao foco do post)
Agora, literatura boa à parte, há aqueles livro da caca escritos por famosos, que só são publicados por serem quem são. Exemplos disso são autobiografias explicando que são originários de famílias pobres (pois, muitos também o são e, a não ser que tenham uma vida realmente miserável e a consigam tornar boa, o que não implica serem publicamente conhecidos, não publicam livros); romances, de preferência históricos, porque está na moda, onde relatam uma relação incesta do rei do Bairro Alto ou a difícil e dramática vida amorosa da Rainha, ou uma história de amor - que até poderá ser boa - entre duas pessoas durante a Primeira/Segunda Guerra Mundial (há muitos livros assim, uns melhores outros piores, por exemplo, A Promessa ou És o meu destino, de Lesley Pearse, ou O Amante Japonês, de Isabel Allende); livros de auto-ajuda ou coaching, porque se há coisa que toda a gente quer é ser como o Gustavo Santos; ou ainda livros sobre as dietas milagrosas que o autor segue (deve haver mais livros sobre dietas do que pessoas magras/com o peso certo em Portugal); há ainda aqueles livros sem ação nenhuma e que não falam de nada em concreto.

Por mim, publiquem o que quiserem porque só compro o que quero, mas penso que deveriam pensar duas vezes antes de publicaram algumas coisas.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Pokémons e Pokéblogs

A Poké-febre chegou.

Tanto gosto da ideia como não. É bom para os miúdos levantarem os rabos de frente dos computadores, telemóveis e o raio e saírem para andar, enquanto caçam gambozinos, fugindo assim ao sedentarismo do dia-a-dia. (Embora eu prefira fazer realmente exercício físico do que jogar aquilo)
Mas, apesar de tudo, é estúpido andar na rua à caça de um bicho que só se vê pelo smartphone. Se alguém não tiver nada melhor para fazer (o que não é o meu caso, tenho sempre um livro para ler), talvez os cace - ou não.

-O que é estás a fazer? - Pergunta alguém a um rapaz qualquer de 13 anos.
-Ora, a caçar.
-O quê?
-Pokémons.
(pelo amor da santa)

Agora, imaginem lá os bloggers desta blogosfera à caça de leitores e seguidores, fazendo giveaways e todo o resto, e, quando apanhassem um leitor, iam logo buscar a sua PokéBlogoBola e guardavam-no lá dentro para não fugir...

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Trilogia Millennium, de Stieg Larsson

Provavelmente, já conhecem a trilogia Millennium de Stieg Larsson (com o 4º volume escrito por David Lagercrantz e publicado no ano passado, que não obedece ao manuscrito de Larsson), mas podem nunca a ter lido.

Eu já tinha ouvido falar dela, mas ignorei, até encontrar os livros numa biblioteca há algumas semanas (em Maio). Aguçada a curiosidade, fui ao Goodreads e encontrei ótimas críticas. Comecei então a ler Os Homens que Odeiam as Mulheres,  passando a A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo e terminando em A Rainha no Palácio das Correntes de Ar.

 

Esta é a melhor série de policiais que já li. Quando começamos a conhecer as personagens (minimamente bem), adoramos Lisbeth, com todos os seus complexos, e Mikael.
A história do primeiro livro, anda à volta da investigação de Mikael ao passado da família de Henrik Vanger, mas principalmente sobre o desaparecimento/assassínio de Harriet.
No segundo, conhecemos melhor o passado de Lisbeth e as razões que a tornaram como é. O terceiro volume, é a continuação do segundo, e, embora nas primeiras 450/500 páginas não aconteça nada de espetacular, a partir daí, o livro torna-se bastante cativante.
Penso que a narrativa está bem construída, o que é essencial para policiais, e está escrita de uma maneiras que incentiva à leitura.

(Embora adore ler, livros não é algo que fale aqui no blog, mas senti a necessidade de falar desta trilogia aqui.)

Se ainda não leram, leiam que vale a pena!

terça-feira, 5 de julho de 2016

Calcitrog Blog™



Farta de falta de views? Farta dos posts de caca? Farta da falta de comentários? Farta da inactividade do seu blog?
Não desespere! A partir de hoje, isso acaba tudo!

É com grande orgulho que vos apresento o Calcitrog Blog™. Calcitrog acaba com as artroses e articulações dos seus dedos, para que possa escrever posts mais interessantes, pois ao removerem-se as articulações, tem maior facilidade em movimentar os dedos para teclar.

Não perca esta maravilhosa oportunidade única na blogosfera e encomende já o seu Calcitrog Blog™ pelo incrível preço que não aparece no ecrã.

Vejam as testemunhas!














sábado, 2 de julho de 2016

A Galinha Do Calendário

Sinopse: Pia Saunders precisa de milho. De muito milho.
Tem um ano para o dar ao galinheiro que ameaça a vida da pobre galinha com Canja de Galinha.
Um milhão e milhos, para ser exacto...
A Sua missão é simples: trabalhar como Galinha de Luxo para a empresa do Ovo Choco, com sede em Los Pollos, e pagar mensalmente parte da dívida. Passar um mês com um Buda Rico (oferecido pela Maria Helena), com o qual não é obrigada a ir para a capoeira: Milho fácil.
A curvilínea galinha amante de Muslitos do Mar tem um plano: entrar na plantação, conseguir o milho e voltar a sair. Parte do plano é manter a capoeira fechada a cadeado e os olhos no objetivo....
Pelo menos é como espera que corra....

Milho, Galinhas, Budas e Capoeira... Uma história que a fará sonhar.

Não percam o lançamento do meu novo livro, em breve na blogosfera.
Pronto, já saiu. Agora é esperar pelos próximos três.