quarta-feira, 21 de setembro de 2016

OMD! "Doutor Sono" vai ser publicado em Portugal

Hoje o meu autor preferido, Stephen King, faz anos (parabéns), mas quem teve uma boa notícia fui eu. Lembram-se do The Shining, de SK? Bem, o livro foi publicado 2 vezes em Portugal, se não estou em erro, uma pelo Circulo de Leitores, e outra pela Biblioteca Sábado. Atualmente, nenhuma delas se vende (que eu saiba), e a editora responsável pelos livros de SK em Portugal é a Bertrand Editora.
Bem, comecei a ler finalmente o The Shining A Luz sexta feira, e hoje, quando vou ao site da Bertrand, deparo-me com isto: http://www.bertrand.pt/ficha/doutor-sono?id=17236532

Epá! Estou mesmo feliz! Estava a pensar comprar o livro em inglês, mas sendo assim...
(a capa é tão gira! (mas a da Hodder é mais))


Eu fiquei radiante com esta notícia. Agora deveriam publicar o The Shining, porque é estúpido publicaram um segundo livro sem publicaram o primeiro (isso aconteceu com a saga A Torre Negra, de Stephen King, também).

E vocês? Já leram alguma coisa de Stephen King? Se ainda não, eu recomendo-o vivamente aos amantes de literatura de terror e fantasia, principalmente.

sábado, 17 de setembro de 2016

Antíteses alimentares

Bolachas que reduzem o colesterol e os diabetes.
Uma das melhores piadas que já vi.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

A curiosidade mórbida

Ontem, por volta da 16 horas, a cerca de 7,5 quilómetros do sítio onde moro, começou um incêndio.
Ora, quando se vê um incêndio, qual é a primeira coisa que se faz, depois de se telefonar ao 112? O quê? Ajudar utilmente, foi o que disseram? Errado. A primeira coisa que se faz é fotografar e ficar lá especado, em pé, lamentando-se.

Por volta das 16h30, começava-se a ver - de minha casa - fumo espesso e negro no céu.
Durante o resto da tarde, até, sensivelmente, às 19h40, os trânsito manteve-se normal, mas depois disso, tudo o que era carro, mota, motorizada, moto 4 e pessoas se começaram a dirigir ao dito local (a sério, quem é que vai andar mais de 7/8km para ver um incêndio?). Da parte de trás de minha casa, não se via o fogo, apenas aquele imenso clarão cor de laranja no céu, e claro, o fumo.

A partir daí, tudo começou a piorar - a nível de trânsito. Passaram ainda mais carros, motos e algumas pessoas começavam a aglomerar-se na estrada (a cerca de 1 km daqui). Iam e vinham, também (e felizmente) carros dos bombeiros.

Vieram as 22h00, e o trânsito não parava. VrrruuuuummmmmVrrruuuuummmmm...
Chegaram as 23h00, o barulho era o mesmo.
Fui para a cama, a ver se adormecia, por volta das 23h30/40. Era 01h30 da manhã, estava eu ainda acordado, atormentado por barulho infernal dos automóveis e do raio, o que me deu uma enorme vontade de gritar pela janela "Vaiam para o caralho! Nunca viram um incêndio? Eu não e nem quero. Ajudem-nos em vez de ficarem especados!". Uns minutos depois, finalmente adormeci.

Levantei-me hoje de manhã e vi um fumo esbranquiçado que parecia nevoeiro (claramente que não era, pela espessura e cheiro), que passou umas horas depois... Disseram-me que o CMTV esteve lá, no dito incêndio, e fui verificar ao site. Estiveram, e as fotos provam aquilo que eu já sabia. Havia pessoas a tirarem fotografias ao lindo incêndio e outras lá, especadas, a atrapalhar e sem fazerem nada.

É este o comportamento de uma parte do país, quando há qualquer coisa fora do comum.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016